Entrar em Contacto

Your choice. Your future

Broadening Positive Reflections on the Issue of Disability, Generating Empowerment for Stakeholders (BRIDGES)

O projeto – BRIDGES – Broadening Positive Reflections on the Issue of Disability, Generating Empowerment for Stakeholders – é financiado pela Comissão Europeia, através de fundos concedidos pela Âgencia Nacional Erasmus+ Educação e Formação Ação Chave 2 (KA2) – Cooperação para a inovação e o intercâmbio de boas práticas (Parcerias Estratégicas para Educação de Adultos) com o número de referência 2019-1-PT01-KA204-061388.

Este projeto apoia, numa abordagem holística e integrada e através de produtos realmente inovadores, a capacitação de fatores relativos à deficiência e ao tratamento da deficiência na sociedade; os membros com deficiência da sociedade devem usufruir do direito a uma vida plena e decente em condições adequadas, garantindo dignidade, promoção da autossuficiência e facilitação da sua participação ativa na comunidade, cabendo ao ambiente familiar, aos prestadores de formação e aos profissionais, juntamente com as reflexões da sociedade e as partes interessadas – em geral – para garantir que a deficiência merece oportunidades e potencialidades iguais.

As pesquisas demonstraram que, para além das reflexões positivas e da “eliminação” de práticas exclusivas ou de discriminação que estas pessoas enfrentam ou experimentam, o que é de grande valor para elas é o seu acesso ao direito de serem empregadas ou de lhes serem dadas tantas oportunidades de emprego quanto possível; a falta de participação no local de trabalho pode colocar as pessoas com deficiência em alto risco de pobreza e em baixo nível de qualidade de vida, enquanto que, pelo contrário, a facilitação de serviços relativos ou a formação de pessoas específicas atuando como as “pontes” entre as pessoas com deficiência e a sociedade e os empregadores ou o sector laboral/mercado pode levar a resultados de integração positivos.

No contexto acima descrito o que é central é a implementação de ações eficientes e eficazes para a participação das pessoas com deficiência na sociedade através do recrutamento e reforço de apoiantes específicos: estas pessoas irão assumir o papel de ponte com a sociedade, apoiá-las na ativação laboral, de tutoria no seu emprego e de atuar como canais adequados e apropriados. Assim, no projecto BRIDGES, os grupos-alvo serão os funcionários públicos e representantes dos serviços públicos, profissionais relacionados, membros de ONG’s e OSC’s, membros de ambientes familiares, que serão treinados para apoiar as pessoas incapacitadas no processo de emprego e nos procedimentos de integração.

Os objetivos do projeto são:

a) fortalecer e reforçar através de formação e ferramentas relativas os fatores-chave envolvidos direta ou indiretamente com a integração das pessoas com deficiência e as reflexões positivas sobre a questão da deficiência;

b) criar recursos de conteúdo para a formação adequada de pessoas específicas, que atuarão como mentores, “intermediários” & “intercoachers” para pessoas com deficiência e a sua integração; cultivar para eles conhecimentos e habilidades especiais (como também atuar como ponto de acesso), como por exemplo, as habilidades de aconselhamento de carreira, coaching de desempenho, inteligência emocional e construção de empatia, mudança de comportamento e cultura de trabalho, auto ativação e trabalho simbólico, sustentabilidade e deficiência, conhecimento das disposições de serviços de trabalho, expertise nos modelos de emprego apoiados, etc., em paralelo com o mapeamento de trabalho e habilidades de contextualização para pessoas com deficiência;

c) aproveitar as oportunidades oferecidas pelas TIC e digitar a qualidade dos conteúdos de aprendizagem;

d) criar e fornecer produtos e ferramentas de formação inovadores – como recursos de aprendizagem adequados às necessidades – com base em metodologias de diferenciação e abordagens de educação de adultos;

e) promover campanhas e iniciativas públicas sobre atitudes positivas e respeitosas para com os membros com deficiência da comunidade, com ações orientadas para os membros-chave do mercado e do trabalho.

O projecto inclui 7 entidades parceiras:

P1 – ATLÂNTICA (Portugal)

P2 – Xenios Polis. Culture, Science and Action (Grécia)

P3 – CSI Center for Social Innovation Ltd (Chipre)

P4- INEUROPA SRL (Itália)

P5 – Asociación Caminos – Asociación para el intercambio educaión y desarrollo social (Espanha)

P6 – Meath Community Rural and Social Development Partnership Limited (Irlanda)

P7 – Akademie Klausenhof gGmbH (Alemanha)

Neste contexto, BRIDGES aborda as prioridades:

1) EDUCAÇÃO HORIZONTAL: Inclusão Social:

O projeto contextualiza as ações tomadas e os resultados no campo da inclusão social, já que através de todas as fases de implementação e também das atividades de divulgação, será promovida a inclusão social das pessoas com deficiência nas(i) comunidades e haverá o cultivo posterior do espírito inclusivo, das práticas de tolerância e do respeito aos direitos humanos;

2) HORIZONTAL: Apoio aos indivíduos na aquisição e desenvolvimento de competências básicas e competências-chave:

Na mesma linha de pensamento, através das atividades de formação e das ferramentas de aprendizagem e recursos digitais, haverá um apoio substancial aos indivíduos pertencentes a vários contextos, ONG, OSC, organismos públicos, contexto local, etc., para adquirirem todas estas competências básicas e competências chave, que têm de diminuir o apoio e o treino das pessoas com deficiência;

3) HORIZONTAL: Práticas abertas e inovadoras numa era digital.

BRIDGES promove métodos e pedagogias inovadoras, desenvolvendo materiais e ferramentas digitais de aprendizagem, assim como ações de apoio ao uso efetivo das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC’s) na formação de adultos. Assim, BRIDGES aborda esta prioridade porque o seu desenvolvimento digital flexível permitirá uma fácil adaptabilidade em múltiplos contextos e em muitos casos a múltiplos destinatários, “potenciando, desta forma, a integração digital na aprendizagem, ensino e formação a todos os níveis” e o apoio é a sustentabilidade e a compatibilidade com os próximos desafios digitais.

As atividades incluem os respetivos outputs intelectuais e eventos multiplicadores (Nacional Seminários/Workshops, Conferência Final): o Documento de Revisão do Contexto (IO1), o Currículo de Treinamento BRIDGES (IO2), a Caixa de Ferramentas e Recursos Digitais (IO3), o Guia de Metodologia e Adaptação.

 

KICK OFF MEETING (27 e 28 de fevereiro de 2020) | Lavrión – Greece

Decorreu de 27 a 28 de fevereiro último o “Kick Off Meeting” (KOM) do projeto BRIDGES – Broadening positive Reflection on the Issue of Disability, Generating Empowerment for Stakeholders.

 

Estiveram presentes no KOM os parceiros do Projecto:

Coordinating Beneficiary

EIA – ENSINO E INVESTIGACAO E ADMINISTRACAO SA (Portugal)

 

Co-Beneficiaries

  • XENIOS POLIS. CULTURE, SCIENCE & ACTION (Greece)
  • CSI-CENTER FOR SOCIAL INNOVATION (Cyprus)
  • INEUROPA SRL (Italy)
  • ASOCIACION CAMINOS – ASOCIACION PARA EL INTERCAMBIO EDUCACION Y DESAROLLO SOCIAL (Spain)
  • MEATH COMMUNITY RURAL AND SOCIAL DEVELOPMENT PARTNERSHIP LIMITED (Ireland)
  • AKADEMIE KLAUSENHOF (Germany)

O parceiro XENIOS POLIS – CULTURE, SCIENCE & ACTION (Greece) foi o anfitrião e o KOM decorreu com todo o apoio logístico e organizativos necessários ao bom desenrolar dos trabalhos.

Devido aos constrangimentos causados pelo Corona Virús o parceiro italiano não conseguiu viajar e participou via skype do KOM. O KOM possibilitou que todos os parceiros se apresentassem e se dessem a conhecer melhor e pessoalmente.

Definiram-se as regras básicas para se trabalhar em conjunto, reviram-se as tarefas aprovadas no projeto e respetivos cronogramas, por forma a que se atinjam todos os objetivos preconizados. Além disso, o KOM permitiu planear as tarefas de cada um e garantir que todos os parceiros compartilham uma visão de projeto comum, além de entenderem as suas obrigações e se comprometerem. Foi igualmente importante para esclarecer sobre o desenvolvimento, a execução, o controle e a avaliação das atividades do projeto, para atender aos objetivos estabelecidos e aos resultados esperados por meio de atividades sustentáveis de disseminação e utilização dos resultados.

Deram-se início aos trabalhos referentes ao IO1 uma vez que o parceiro italiano é o líder deste primeiro Intelectual Outputs e desenvolveu já alguma pesquisa inicial e reflexão sobre o tema dado o prazo apertado definido. INEUROPA SRL (Italy) apresentou propostas de logotipos para votação para que se avançasse rapidamente com o site e a divulgação do projeto nos Social Media.

Neste KOM esteve presente, em representação da EIA-Atlântica que é a Entidade Coordenadora do Projeto, a Drª Natália do Espírito Santo, Diretora-Geral da EIA-Atlântica e Gestora do Projeto BRIDGES.

 

Newsletter 1

As últimas notícias sobre o desenvolvimento do BRIDGES foram lançadas através do lançamento da sua primeira newsletter. Este boletim informativo integra assim a visão geral do projecto, apresentação do consórcio de parceiros bem como a descrição dos objetivos e principais atividades do projeto, sobretudo relacionadas com o IO1 – Documento de revisão sobre o contexto. Para mais informações, poderá aceder aqui: https://oldsite.uatlantica.pt/pdfs/bridges_project/BRIDGES_1st_newsletter_PT.pdf

 

LEAFLETS

O BRIDGES realizou o lançamento do folheto de apresentação do projecto, integrando a visão do projeto e a breve descrição das principais atividades e objetivos a serem concretizados, beneficiários e públicos-alvo. Para a consulta do folheto poderá aceder aqui:

https://oldsite.uatlantica.pt/index.php/BRIDGES_LEAFLET_PT.pdf

 

Reunião Transnacional 2

No passado dia 21 de Outubro de 2020 foi realizada a 2ª reunião transnacional do BRDIGES, em formato virtual, com a participação do consórcio global do projecto.

Esta reunião integrou a partilha da situação e panorama do contexto nacional face à situação de epidemia de COVID-19 vivenciada por parte dos diversos parceiros do projecto.

A reunião também integrou a apresentação das actividades correntes do projecto, designadamente do desenvolvimento efetivo do Intellectual Output 2 (BRIDGES Programa de Formação) e a partilha, apresentação e análise ao nível das actividades de comunicação, de avaliação, componente administrativa-financeira bem como a definição dos próximos passos e etapas a serem alcançadas.

O projecto BRIDGES , “Broadening Positive Reflections on the Issue of Disability, Generating Empowerment for Stakeholders”, está a proceder à recolha de informação a fim de fundamentar e perceber contextos e necessidades de pessoas que todos os dias atuam como “pontes” entre as pessoas portadoras de deficiência e a sociedade, nomeadamente o sector laboral.

O projecto visa propor formas concretas de melhorar e agilizar a aquisição de conhecimento, por parte dos técnicos e profissionais desta área, dos familiares e das empresas e organismos públicos com poder de actuação, influência e especialização na área desta problemática.

Pretende-se assim potenciar a integração de pessoas portadores de deficiência no mercado de trabalho por via da informação e formação mais adequada e concebida para este público-alvo.

Gostaríamos assim de apelar à colaboração no preenchimento de um questionário e se possível na própria divulgação, do mesmo, junto de todos os envolvidos (familiares, técnicos/profissionais e organismos/entidades públicas) que desenvolvam acções de resposta e/ou de colaboração na área da capacitação e integração profissional das pessoas portadoras de deficiência.

O questionário é anónimo, tem um tempo estimado de resposta entre 10 a 15 minutos e encontra-se disponível a partir dos seguintes acessos (para selecção de acordo a sua actuação):

 

– Caso desempenhe o papel de gestor, coordenador ou acionista de uma organização que lida com pessoas portadoras de deficiência solicitamos que aceda, por favor, ao seguinte link de forma a partilhar a sua opinião sobre alguns temas apresentados:

https://cutt.ly/ZygzmJT

 

– Caso desempenhe o papel de mentor, familiar ou operacional em contacto direto com pessoas portadoras de deficiência solicitamos que aceda, por favor, ao seguinte link de forma a partilhar a sua opinião sobre alguns temas apresentados:

https://cutt.ly/9ygzWfB

 

Agradecemos toda a V. participação e colaboração.

RESULTADO INTELECTUAL 1 

O projecto BRIDGES apresenta diversos objectivos já efectivamente concretizados através das actividades desenvolvidas desde o início do projecto até ao momento.

Já existem diversas actividades intelectuais concluídas, e realizadas, diretamente relacionados com o desenvolvimento e concretização do intelectual output 1 (IO1), designadamente:

– Realização de 1 relatório transnacional (UE) baseado na análise, revisão e reflexão articulada e coesa dos diversos dados obtidos a nível nacional por cada um dos 7 países parceiros do projecto.

Este relatório foi da responsabilidade do parceiro INEUROPA (Itália) e integra os principais dados, conclusões e recomendações evidenciadas na análise transversal dos diversos cenários e realidades nacionais e sua articulação com o enquadramento da própria UE. E

Esta análise possibilita a análise articulada da realidade real dos ambientes e currículos de ensino e formação existentes, sugestões e feedback específicos sobre necessidades e gaps sentidas quer em termos de metodologias de ensino e de capacitação como dos próprios conteúdos formativos e infraestruturas/ferramentas tecnológicas envolvidos.

O relatório poderá ser consultado a partir do endereço:

https://uatlantica.pt/pdfs/bridges_project/BRIDGES_relatorio_1_PT.pdf